sábado, 9 de julho de 2011

O relogio da vida nao para

Nossa, ja se passaram 3 meses desde a ultima vez que passei por este pobre e abandonado blog.. tadinho...e olha que muitas aconteceram desde entao, mas o tempo vai passando e a gente acaba ate esquecendo de tudo o que aconteceu... De relevante, quero deixar registrado que completamos em maio 4 anos de Canada. Gente, eh muita mudanca viu.. Tem pessoas que nao sentem tanto, especialmente aquelas que trabalham na mesma area e chegam com bom ingles, mas este definitivamente nao eh o meu caso, entao para mim a mudanca foi gigante. Estamos ainda na luta, mas conquistamos coisas muito boas por aqui, como nossa casa que gostamos muito e a mais nova integrante da familia, que por sinal fez 10 meses ontem! uau, o tempo voou. Minha princesa ja esta engatinhando, escalando moveis, falando varias palavrinas, alem de desenvolver cada dia mais o idioma "Amandes", que eh claro, ainda eh novo para mim, mas estou tendo aulas intensas e aos poucos vou decifrando essa lingua nova... rs

Alem do aniversario de Canada, vi minha amiga tao especial ir embora de volta pro Brasil, a Soraya. fiquei triste eh claro, mas ao mesmo tempo feliz por ela e pelos meus sobrinhos adotivos Tutu e Hannah que passarao parte significativa da vida deles perto dos avos e primos - esta ai uma coisa que me deixa amargurada em relacao aos meus filhos. Tenho recordacoes maravilhosas das minhas avos (infelizmente nao conheci meus avos). Sabe aquela sopa da vovo, aquele bolo, aquelas historias... hum, tao bom lembrar da infancia com elas. Isso meus filhos nao terao e nem posso pensar muito sobre o assunto para nao ficar amargurada, pois todo caminho escolhido tem rosas e pedras, mas temos que seguir em frente e tentar nao tropecar nas pedras, nao eh mesmo?
As vezes penso em voltar pro Brasil tambem, mas eh estranho, pois nao consigo mais me ver fazendo a mesma coisa (profissionalmente falando), nao consigo me ver morando em SP, dirigindo neste transito louco dai, e por ai vai... Morar em outro pais nos muda muito. A vida eh diferente, pois ficar longe da familia faz com que nos apeguemos a amigos e fazemos amizades com pessoas que em nossa vidinha comum nao fariamos, pois conhecemos gente do mundo inteiro com culturas diferentes, aspiracoes diferentes e pontos de vistas diversos. Essas coisas nos fazem refletir e nos mudam internamente. Converso com amigas a respeito e vejo que isso acontece com muitas. Gosto muito do Canada. Este eh um pais de oportunidades sim, mas voce tem que falar a lingua, se integrar a sociedade e nem sempre isso eh assim tao simples. Eu estou na luta para me integrar a sociedade e por isso estou estudando. Quero ter um diploma canadense e tentar um lugar ao sol. Como a maioria das mulheres (isso eh mais comum com a mulherada mesmo), tenho meus altos e baixos e nos momentos down nao gosto da vida canadense - nao desgosto do Canada - apenas nao gosto muito da vida que levo aqui, pois nao estou trabalhando, nao tenho minha independencia financeira, nao me sinto interagida a sociedade, nao tenho o mesmo padrao de vida que tinha, etc. Dai, nestas horas bate aquela duvida e vontadinha de voltar, mas quando a fase down passa, vejo um lugar ao sol num futuro proximo, alem de reconhecer o lado bom da vida por aqui: SEGURANCA, tranquilidade. Meu filhote brinca na rua ate as 10 horas da noite agora no verao e nao sinto preocupacao nenhuma. A rua fica tomada pelas criancas e eles brincam tranquilos como eu fazia na minha infancia. Isso nao tem preco. Era tudo o que eu queria pros meus filhos, entao quando a nuvenzinha negra chega, comeco a pensar nessas coisas boas, na qualidade de vida e logo ela passa... rs

Bom, vou ficando por aqui senao o post vai ficar gigante. No mais, estamos tentando aproveitar o verao e estamos curtindo muito nossa bebezinha linda.

See ya!!!

3 comentários:

"Direto das terras gélidas no norte..." Vanessa disse...

Ai! Amiga!
Vc deveria escrever mais vezes, gosto tanto...especialmente nesta fase que estou agora reçem chegada e me adaptando com tudo. E mais ou menos isso mesmo, quando tudo tá ruim nada vai bem...mas quando tudo melhora nem que seja um pouquinho, a gente respirar aliviado e vê as cores da vida, então ahca forças para continuar a caminhada.
Abraços e força!

Kantynho disse...

Boa sorte na caminhada!

anlene gomes disse...

Oi, incluí seu blog no Mundo Pequeno.
http://www.mundopequeno.com/
Também estamos no Facebook e divulgamos os blogs do MP em nossa página: https://www.facebook.com/#!/mundopequeno
Siga-nos no Twitter: @mundo_pequeno
http://twitter.com/#!/mundo_pequeno
Ajude a divulgar o Mundo Pequeno colocando o selo no seu blog (basta copiar a imagem que está no site).
Um abraço!